O perigo dos industrializados: Leia o rótulo!

Falando em alimentos industrializados, nós como consumidores temos o direito de saber o que estamos consumindo de verdade, principalmente quem sofre de algum tipo de restrição alimentar devido a alguma doença e devem evitar certos alimentos que prejudicam a saúde, como exemplo, o açúcar para diabéticos, o sal para hipertensos e a lactose e o glúten para os intolerantes a esses alimentos.

Além disso, os alimentos industrializados como exemplo, sorvetes, bolos, pães, tortas, bolachas recheadas, salgadinhos, batata frita, congelados, carregam uma série de componentes que podem ser nocivos à saúde e por isso devem ser consumidos com cautela, dentre eles:

Gordura trans ou gordura vegetal hidrogenada: É um tipo de gordura transformada a partir de óleos vegetais por um processo de hidrogenação em condições de alta pressão e temperatura por um longo período, o que torna a gordura sólida. Alimentos de origem animal, como a carne e o leite possuem pequenas quantidades de gordura trans.

Essa gordura causa danos à saúde, contribuindo para uma série de doenças como, hipertensão arterial, espessamento das artérias e problemas cardiovasculares, diabetes e obesidade. A quantidade permitida dessa gordura segundo a Anvisa é de até 2 gramas por dia.

Glutamato monossódico: o sal sódico do ácido glutâmico, é utilizado como realçador de sabor, para algumas pessoas causa efeitos colaterais e mal estar, não deve ser consumido em excesso.

Corantes artificiais: Algumas pessoas podem ter reações alérgicas ao consumir corantes.

Além dos emulsificantes, aromatizantes, conservantes, umectantes, maltodextrina, enfim, segundo a Anvisa existem cerca de 350 aditivos autorizados para uso em alimentos industrializados no Brasil.

Esses aditivos são adicionados nos alimentos para trazer algumas características como, cor, sabor, aumentar o prazo de validade, entre outros, e podem ser nocivos à saúde.

Para saber o que realmente está consumindo, leia sempre o rótulo dos alimentos, os ingredientes que compõe e a tabela nutricional

Na embalagem onde vem escrito “ingredientes”, sempre o primeiro alimento apresenta-se em maior quantidade e o último em menor quantidade.

Exemplo: em uma caixinha de suco industrializado, se os primeiros ingredientes forem, água, açúcar e polpa de fruta, significa que o suco tem mais água e açúcar do que a própria polpa da fruta.

Já a Informação Nutricional, é uma tabela que apresenta a quantidade por porção do alimento e o que ela fornece.

Exemplo: Uma porção de 50 gramas, referente a 2 fatias de pão integral, fornece 20g de carboidratos, 2,5 de açúcares, 5,5 proteínas, 1,2 gorduras totais, 3g fibra alimentar, e 155mg de sódio (sal).

Por essa razão, sempre leia os rótulos dos alimentos e faça opções mais saudáveis que contenham quantidades menores de sal e açúcar e 0% Gordura Trans ou hidrogenada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *